Arquivos mensais: janeiro 2013

Partida

Aquela nuvem que passou no dia da minha partida Me dizia que não ia ser tão fácil voltar E nada do que eu dizia eu sentia de fato O coração estraçalhado perde o senso e a razão   E sem sentido eu parti a tatear pela estrada De posse da minha vida; do tudo e

Share

Sol

As histórias que eu quis esquecer… de um passado tão presente… Nunca me abandonam, cada escolha é tão real… Aquele filme sempre passa, mesmo tão incolor… E a cada dia eu sinto de novo… a mesma sensação de dor…   E não adianta fugir… (nada vai parar no lugar) E não adianta fingir… (o espelho

Share

Como de costume

Ana está morta.   …   Como de costume, Eduardo vai até a porta, pega o jornal, liga para a avó que mora no interior para se certificar que ela está bem, prepara seu expresso e senta-se à mesa. A noite agora é uma lembrança vaga. O sol brilha lá fora. Um belo domingo a

Share

Usar. Todos. Amar. Nunca.

Eu amo tudo que tenho Eu não amo tudo que tenho Eu tenho tudo que amo Eu não tenho tudo que amo Tudo que eu tenho me ama Tudo que eu tenho não me ama Amar. Tudo. Ter. Amar. Nada. Ter.   Eu amo todos que tenho Eu não amo todos que tenho Eu tenho

Share