Arquivos por Categoria: Convidados

Ensaio sobre a divindade

Prólogo: As pupilas são responsáveis por regular a quantidade de luz que será enviada do exterior para nossas retinas. É um furo, um buraco, que faz vazar luz para dentro. Quando estamos em um ambiente escuro, por instinto, nossas íris dilatam, fazendo a pupila crescer e absorver o máximo da pouca luz disponível. Já quando

Share

Fetiche pós-moderno

Raquel tem um segredo que foi feito para ser descoberto.
Ela gosta de sair à noite para caçar rapazes.
Não presta atenção no próprio prazer,
sua diversão é assistir a performance deles,
por causa de seu terrível fetiche.
Precisa do momento certo, o coração bate forte
quando eles fecham os olhos, no momento final
ela saca bem de mansinho seu smartphone
e tira uma foto do pênis indefeso.

Share

Ensaio sobre a psicodelia e conclusões

Do Grego, psicodelia significa expressão/evidência da alma. Poderia (e gostaria) de refletir sobre esse estado, minhas percepções e como isso se relaciona com minhas crenças sobre a origem do universo e o porquê de estarmos aqui. Todavia, teimo em escrever sobre termos práticos – ou seja, como podemos tirar conclusões deste estado para aplicarmos em

Share

A Mudança – parte III de III: O Renascimento

Sete anos. Não se deu conta que havia passado tanto tempo. Com os monges aprendeu a arte do silêncio, da repetição a perfeição que mantêm o templo vivo. Parecia com suas práticas do bushido, mas não precisava matar, isso lhe dava paz. Caso ainda não tenha lido, clique para ler a primeira parte ou a

Share

A Mudança – parte II de III: A forma do vazio

O barco começou a se mover. Ficou preocupada com o tempo que levaria, a balseira era uma menina pequena, aparentava ter sete anos. “Assim não sairei daqui. Paciência, é o que tenho.” Caso ainda não tenha lido, clique aqui para ler a primeira parte. – Você me julga sem antes me conhecer. – Como assim

Share

A Mudança – parte I de III: Seppuku dos Sentimentos

Raramente uma guerreira se apaixona, algumas nunca. Sentimentos são domados para servir. Treino e foco. Longos anos trabalhando os mais profundos sentimentos e corrigindo maus hábitos. Kaizen ao acordar. Se recolhia depois de uma batalha para meditar em shodo nas folhas de papel de arroz o aprendizado do dia. Batalhas parecem iguais, não são. Ficar

Share